ansiedade de separação em cães

sozinho em CASA

Embora os cães sejam animais sociais, muitos passam grande parte do dia sozinhos em casa. Enquanto alguns cães parecem ajustar-se bem, outros há que mostram sinais de inquietação. Este stress pode variar de moderado a severo e é frequentemente designado por ansiedade de separação.

Este é um problema de comportamento muito relatado em cães, podendo piorar se não tratado.
É uma situação angustiante para o dono do cão. Os latidos podem resultar em queixas dos vizinhos, com possíveis problemas legais. É também um dos principais motivos para o abandono do cão, tornando-se numa preocupação de bem estar. Por estas razões, é importante fazer todos os esforços para impedir o seu desenvolvimento, e caso o problema já tenha surgido, deverá enfrentá-lo com a ajuda de um profissional.

O que é a ansiedade de separação?

A ansiedade de separação é uma resposta comportamental que um cão demonstra quando é incapaz de lidar com o facto de estar sozinho em casa. Os sinais mais comuns incluem:

  • Ladrar, "choro" ou uivar assim que os membros da família partem, provavelmente durante todo o dia
  • Eliminação dentro de casa, mesmo se foi à rua antes da partida dos donos
  • Destruição, muitas vezes perto de entradas e saídas, mas poderá ser em qualquer objeto
  • Reorganização de pertences dos donos, normalmente com o cheiro do dono, levando-os para outros sítios
  • Se o confinamento for intenso poderá mesmo lesionar-se ao tentar escapar
  • Ocorre consistentemente na maioria das partidas

São estes os únicos sinais?

Enquanto alguns cães apresentam os sintomas profundos listados acima, outros podem mostrar sinais mais subtis de stress

  • "Depressão" comportamental - não se mexem, não comem ou não bebem quando sozinhos em casa
  • Escondem-se, ou agem com aborrecimento quando os donos se preparam para partir
  • Excitação extrema quando os donos regressam, independentemente do tempo que estiveram ausentes
  • Depressões ou sinais apenas quando uma pessoa em particular saiu
  • Sinais de inquietação apenas durante situações assustadoras, tais como trovoadas ou fogo de artifício quando estão sozinhos em casa e não quando acompanhados

Como posso descobrir que isto está a acontecer com o meu cão?

  • Use o telemóvel, câmara ou tablet para fazer um vídeo ou grave o som do seu cão quando deixar a casa e ele ficar sozinho
  • Para ser mais preciso, deve deixar a casa durante, pelo menos, 5-10 minutos
  • Se vir ou ouvir algum sinal de stress, contacte o seu médico veterinário

O que posso fazer de imediato para ajudar o meu cão e prevenir o stress da separação

1.

Está demonstrado que Adaptil Difusor acalma os cães em situações de stress, em combinação com um plano de modificação comportamental que deve ser fornecido por um médico veterinário.

2.

Use Adaptil Difusor e/ou Adaptil Coleira para ajudar o seu cão a relaxar.

3.

Marque uma consulta com o seu médico veterinário ou médico veterinário especialista em comportamento para um plano de modificação comportamental mais detalhado.

4.

Tenha consciência de que que esta condição poderá levar algum tempo a resolver-se (até 3 a 6 meses, dependendo da severidade do problema). Para melhorias mais evidentes, todos os membros da família deverão respeitar o plano de modificação comportamental.

5.

Estudos com Adaptil têm demonstrado que a utilização da coleira ou difusor quando o cachorro é trazido para a sua nova casa, ajuda-o a instalar-se mais depressa e com menos stress

6.

Os estudos também têm evidenciado que Adaptil pode ser útil quando traz para casa um cão que provenha de uma sociedade protetora ou canil.

7.

Se o seu cão reage a fogo de artifício ou trovoadas, Adaptil ajuda a acalmar os cães. O seu uso durante estes períodos, mesmo que o seu cão tenha reações moderadas, poderá ajudar o seu cão a ficar sozinho em casa durante estes episódios.

O vídeo acima fornece conselhos sobre como ajudar o seu cão a ficar sozinho em casa.

Dicas adicionais para reduzir sinais precoces ou para ajudar o seu cão a adaptar-se a ficar sozinho em casa:

  • Forneça ao seu cão um lugar seguro para estar quando você não estiver em casa. Por exemplo, uma cama de cão, uma divisão ou mesmo uma caixa/casota (apenas se o seu cão não ficar aborrecido ou destrutivo quando confinado).
  • O ideal será ligar um Adaptil difusor numa tomada na parede, o mais baixa possível, na divisão onde o seu cão vai passar o tempo sozinho (a menos que o seu cão seja destrutivo - em vez disso, ligue o difusor fora do alcance do cão). Adaptil deve estar continuamente ligado, pelo menos durante um mês depois que o seu cão tenha aprendido a passar o tempo sozinho. Isto implica a substituição da recarga, se necessário (a cada 30 dias).
  • Recompense o seu cão por demonstrar comportamentos relaxados - treine o comando "para baixo" e premeie o comportamento calmo nesta posição e num local seguro.
  • Assegure-se que o seu cão teve exercício suficiente e foi à rua eliminar antes de ser deixado sozinho em casa.
  • Deixe com o seu cão um brinquedo ou brinquedo dispensador de alimento interativo, para mantê-lo ocupado quando sair.
  • Mantenha as suas partidas e regressos calmos e tranquilos, basta dizer "adeus" e ir embora; um olá suave quando regressar.
  • Se o seu cão é destrutivo ou elimina em casa enquanto você está ausente, nunca deverá puni-lo. Isso só vai aumentar a sua angústia.
  • Se estes passos não são eficazes, entre em contacto com seu médico veterinário ou médico veterinário especialista em comportamento para obter ajuda e aconselhamento adicional.

Testemunhos

 Sozinho em casa

O Dude é o melhor cão do mundo. E com Adaptil ele está mais bem comportado.

Ler mais >