O video acima detalha os sinais e sintomas que os cães mais velhos mostram à medida que envelhecem e o que podemos fazer para ajudar neste processo

Sinais e sintomas comportamentais em cães mais velhos

À medida que os cães envelhecem, ocorrem alterações nos seus cérebros. Em alguns casos essas alterações são muito pronunciadas e ocorrem de maneira muito rápida e progressiva, de forma similar ao que ocorre às pessoas com Alzheimer. Quando estas alterações acontecem dessa maneira, os sinais mais observados nos cães são:

  • Cão desorientado e confuso;
  • Mudança na forma como interage consigo mesmo, outras pessoas e/ou animais em casa;
  • Podem não dormir bem à noite e vaguear pela casa;
  • Pode esquecer treinamentos prévios e, por exemplo, começar a fazer as necessidades em local inapropriado.

No entanto, estes sinais podem também ser sinais de alterações médicas que podem ser tratadas. Assim, se notar alguma destas mudanças no seu cão, consulte o seu médico veterinário.

Os cães mais velhos podem também achar os eventos do dia a dia mais desafiadores do que anteriormente, especialmente se as suas capacidades de visão e audição estejam em declínio ou existam alterações na sua capacidade de locomoção.

Os cães idosos podem ficar ansiosos e preocupados com alterações nas suas rotinas diárias ou até mesmo com mudanças no seu ambiente físico. 

Adaptil pode ajudar os cães mais velhos a lidar com estas alterações e desafios, ao criar uma sensação de segurança no ambiente. Eis alguns conselhos extras para ajudar o seu cão:

Conselhos para ajudar o cão a lidar com o envelhecimento

1.

Mantenha a rotina. Isto ajuda o cão a prever a sequência de eventos e atividades que ocorrem em seu dia a dia;

2.

Plugue Adaptil Difusor na tomada, no cômodo da casa onde o seu cão passa a maior parte do tempo;

3.

Leve o seu cão a passeios rápidos, mas mais frequentes. Deixe que cheire e explore (Isso irá ajudá-lo a dormir à noite);

4.

Sessões de treino ou brincadeiras rápidas podem ajudar a exercitar a mente do seu cão e a se concentrar;

5.

Esconda os petiscos ou use brinquedos com dispositivo para fornecer alimento que façam com que o seu cão se exercite e seja recompensado;

6.

Fazer ajustes na dieta ou dar suplementos que forneçam nutrientes que protegem o cérebro pode ajudar a desacelerar o processo de envelhecimento cerebral.

Poderão ser necessárias mudanças ambientais ou de manejo. Para isso, deverão ser seguidas as orientações de um médico veterinário ou profissional habilitado.

 

O seu médico veterinário poderá prescrever medicação adicional para ajudar o seu cão caso apresente alterações comportamentais mais graves.